estendendo o saber-do-corpo II

Neste trabalho, abordo a reterritorialização e a relação entre o sujeito, o familiar e as forças do mundo exterior.
 
Roupas sendo secadas nas ruas e em espaços públicos foram fotografadas e manualmente transferidas para roupas e tecidos usados, que uma vez nos cobriram e protegeram, em contato direto com o universo sensível. Dispostas novamente em varais, ocupam um novo território, em busca de um novo curso de prática e potência.
 
Guardam em si memórias vivas dos efeitos do mundo vivo em nosso corpo vivo e desnudam com anseio uma outra paisagem sobre a que já existia.
 
2017-18 (work in progress), instalação, dimensões variáveis
 

 

 |        |       |
Política de Privacidade © 2018 Copyright Santana Dardot.